Inhotim Brumadinho - Minas Gerais - Brasil

Estamos muito felizes com o projeto Num Pulo e o engajamento de tanta gente a cada vídeo. São muitas pessoas elogiando e dizendo coisas como “Que lindo, quero muito ir lá” ou “Vamos Fulano?”. E é por isso que criamos o projeto, queremos todo mundo com aquele formigamento por viagens e por conhecer cantinhos legais pelo mundo. 

Mas enquanto o projeto dá seus primeiros passos, e o “mundo” ainda é muito grande, aqui vamos nós procurando as cidades e lugares para gerar os pulos com uma fotografia de encher os olhos. Nessa de “Para onde vamos?” surgiu o Inhotim em Brumadinho. Ai você já questiona “Pô vacilo cara, o projeto era para visitar cidades, palhaçada isso ai hein!? #unfollow”. 

Eu e Paula discutimos isso antes e pensamos. “É verdade não é uma cidade mas podemos fazer Brumadinho ou assinar Inhotim/Brumadinho e tá resolvido”. Mas ai a gente pensou “Quer saber? A gente tem que se divertir e curtir o projeto, bóra lá. Inhotim é um lugar incrível, a gente tenta Brumadinho mas se não rolar vai só Inhotim mesmo. #lalalalaaa”

E lá fomos nós. Três dias antes tentamos contato com o Inhotim pedindo um apoiozinho, coisa básica: duas entradas e o carrinho para gente não morrer lá de tanto andar. Imaginamos: “Projeto tá legal, crescendo, tem média de 4500 views por cidade, sem contar BH que teve 85 mil, é uma forma de divulgar o próprio instituto. Estamos pedindo quase nada, lógico que vão topar.” Fuen! Fuen! Fuen! Nem responderam. Mas não deixaríamos de fazer, claro. Então pé na estrada. 

Esse foi um Num Pulo difícil de fazer, o sol estava fritando literalmente e o dia foi recorde de calor no ano. A luz não fica tão bonita, com tanto sol, mas o maior problema é andar por horas sem derreter o cérebro. Alugamos o carrinho que faz o transporte em alguns trechos mas boa parte do Inhotim é a pé mesmo. Parecia que estávamos fazendo o Num Pulo no inferno #drama. Pelo menos uma vantagem nessa história, não estava muito cheio e ajudou bastante nas imagens.

Um monte de ferro?

Um monte de ferro?

Haviam muitos estrangeiros, o que é curioso. Como moramos ao lado do Inhotim, visitá-lo vira uma coisa "normal". Mas tem pessoas que vem de longe para conhecer o parque e as obras. Conversamos com uma menina que disse: “Vim de Nova York, só para ver a obra do Chris Burden, vocês já passaram la?”. A gente pensa um pouco e responde: “Ah sim, acabamos de vir de lá, é um monte de ferro não é?”. Recebemos aquele olhar fulminante de quem não gostou de você resumir uma obra de arte infamemente. Então, a obra é bem legal, é um monte de ferro mesmo, na verdade vigas afundadas no concreto dando um contraste com a natureza bem interessante. Depois de chegar em casa e pesquisar vimos que a obra é uma recriação de uma versão feita em Nova York porém não existe mais por lá. Tem até um vídeo mostrando como foi feita https://vimeo.com/28068610. Joga no google que você descobre mais coisas também. 

Enfim. Muito legal ser contaminado por pessoas entusiasmadas e fazer a gente gastar um tempinho a mais com as obras e seus artistas. Nessa visita, tivemos a oportunidade de conhecer galerias que não conheciamos ainda. Inhotim é sem dúvida incrível. Tanto pelo parque, que já é uma atração em si, quanto pelas galerias, que com certeza, mais de uma vai te encantar.

Galeria da Adriana Varejão

Galeria da Adriana Varejão

Apesar de o esforço físico ter sido o mais difícil, filmar lá foi fácil. Tudo é muito lindo e achar ângulos e enquadramentos não era muito difícil. Os vídeos do projeto tem sempre 15 imagens dos locais e normalmente a gente filma de 25 a 30 cenas que depois selecionamos. Foi difícil escolher as 15 que iriam para o vídeo. Um dia vamos fazer uma versão só de imagens excluídas. 

Esperamos que gostem do vídeo. E que vocês não demorem para dar um pulo por lá. E se encontrarem um gringo na sua ida é só dizer “Chris Burden? Awesome!” Vai se sair melhor que a gente. :)

Até os próximos pulos.

PS: Dessa vez não levamos a câmera fotográfica mas la no instagram você confere as fotos de pulos como sempre :) Vai lá e segue a gente.